Powered Fiber Cable System atende distâncias de até 3 km

A SOLUÇÃO COMMSCOPE, QUE INTEGRA O PORTFÓLIO DO GRUPO POLICOM, JÁ ESTÁ INSTALADA EM UMA DAS MAIORES INDÚSTRIAS DE PAPEL E CELULOSE DO BRASIL.

Desenvolvido pela CommScope, o Powered Fiber Cable System fornece alimentação e comunicação de dados a distancias de até 3km. Composta por um cabo híbrido, um extensor PoE, uma fonte e um distribuidor ópticos, a solução simplifica o projeto e facilita a instalação, solucionando os problemas de instalação e expandindo as redes de comunicação.

Segundo o engenheiro Eduardo Venturini, gerente do segmento da CommScope para o mercado brasileiro, o Powered Fiber Cable System equaciona os problemas de pontos cegos em redes externas: “Muitas vezes, nessas redes, há problema para instalar o equipamento, dificuldade de obter licença para utilizar a energia da concessionária local para alimentar o dispositivo, seja uma câmera, seja um Wi-Fi AP ou uma small cell. Ou, ainda, não há energia disponível, levando à necessidade de instalar novas linhas para fornecer energia AC, que depois precisa ser convertida para DC. Além disso, dependendo do ambiente ou solução, é necessário dispor de módulos de proteção e baterias”.

O cabo híbrido, os condutores de cobre e a fibra óptica com raio de curvatura reduzido permitem construir um cabo resistente, flexível e fácil de instalar. Além disso, o design Easy Peel do cabo permite a implantação sem a necessidade de ferramentas especiais.

De acordo com Anderson Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, o Powered Fiber Cable System pode ser consultado no CotaONLINE do Grupo Policom, e já tem um case no Brasil. “Uma das maiores indústrias de papel e celulose do país está se beneficiando da solução, com instalações de até 1.300m de câmeras de 15W”, informa.

A solução reduze a necessidade de negociações com o proprietário e a concessionária; elimina as fontes de energia locais; acelera o planejamento, eliminando cálculos elétricos de CC para quedas de tensão/energia em distâncias variadas; e suporta até 64 dispositivos simultaneamente a partir de uma fonte de alimentação. Além disso, tem proteção elétrica de classe de operadora, é classe II NEC, compatível com SELV, e permite a colocação de dispositivos exatamente onde são necessários para maximizar a cobertura. (Com assessoria de imprensa)

Fonte:PontoIsp

Posts Anteriores

  • EMBRATEL E DIGILAB UNIDAS NA DISTRIBUIÇÃO DE VÍDEO EM MULTIPLATAFORMA

    A solução é indicada para pequenas e grandes empresas que buscam otimizar a transmissão de conteúdos a usuários finais. A Embratel e a Digilab anunciam  parceria para a oferta de soluções em Cloud Computing para transmissão de conteúdo audiovisual. Por meio da parceria, a Digilab vai utilizar a solução Cloud Vídeo Delivery Embratel para permitir que os clientes ofereçam a melhor experiência de transmissão de vídeos para seus telespectadores. A parceria busca ofertar a última palavra em tecnologia para  operadoras de TV por assinatura, programadoras, emissoras de TV, universidades, igrejas e TV Web, Assembleias Legislativas e Câmara Municipal.

  • Huawei lança solução de rede óptica com velocidade de 600G

    SEGUNDO A EMPRESA, A SOLUÇÃO AJUDARÁ O SETOR A REDUZIR O CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE A Huawei lançou oficialmente uma solução de rede óptica de ultra velocidade de 600G no quinto Fórum Ultra-Broadband (UBBF 2018). Com base nos mais recentes chips OptiXtreme oDSP da Huawei, a solução oferece um comprimento de onda único com taxa ajustável de até 600G e capacidade de até 40T em uma única fibra.

  • Provedores regionais ultrapassam as 2 milhões de conexões em fibra

    A banda larga fixa mostrou em julho um crescimento mensal em linha com o do mês anterior, novamente graças às adições de três recortes: o grupo de provedores regionais, a fibra ótica e das velocidades acima de 34 Mbps.

  • Roteadores MikroTik são alvos de ataque no Brasil

    Roteadores infectados inserem código em páginas da Internet para forçar PCs das vítimas a minerarem moedas para os hackers.

  • BANDA LARGA BANDA LARGA FIXA: PROVEDORES LIDERAM ADIÇÕES EM JUNHO

    De acordo com dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o Brasil tinha 30.308.227 assinantes de banda larga fixa em junho de 2018. Significa que houve um aumento de 0,4% na base entre maio e junho, de 121,2 mil. Em relação a junho de 2017, o país experimentou um aumento de 8,98% na quantidade de acessos fixos de internet.

2018-09-21T14:54:52+00:00