Os sistemas de gestão impactaram o mundo. É cada vez mais raro que empresas  não possuam um software para administrar, controlar e mensurar as demandas do negócio. Nesse artigo exploramos quais critérios devem ser considerados quando se trata de um sistema de gestão para Provedores de Internet.

Primeiramente, você sabe o que é um SISTEMA DE GESTÃO?

Criado com o objetivo de auxiliar as empresas em suas atividades diárias, otimizar e automatizar as operações, das mais simples às mais complexas, é um importante componente para as empresas que anseiam por crescimento e dados assertivos para tomada de decisões rápidas e seguras.

A ferramenta deve ser uma plataforma inteligente, precisa estar atrelada a uma equipe especializada que saiba parametrizar os dados mais importantes da empresa. Desta forma, ele terá subsídios suficientes para fazer a sua parte. Pondere que usar uma plataforma serve para melhorar a rotina interna, diminuir ou até eliminar alguma burocracia desnecessária e facilitar as atividades. Tendo isso, é inerente que a empresa avance rumo ao crescimento e lucratividade.

Por outro lado, quando o sistema de gestão não serve à empresa, ele não estará cumprindo seu papel, podendo até causar mais complicações e problemas do que soluções e resultados.

É sabido que cada empresa possui necessidades e demandas diversificadas e baseadas em cada realidade e cada rotina. Portanto, antes de entender que tipo e alcance de contribuição o sistema de gestão se propõe a fazer há alguns pontos gerais que facilitam a administração de qualquer perfil empresarial:

1.         Controle de Processos.

2.         Integração entre setores e atividades.

3.         Otimização da produtividade e consequentemente de resultados.

4.         Maior controle e segurança para executar as atividades do dia a dia.

5.         Informações para tomada de decisões mais assertivas.

Mas o que há de diferente para um Provedor de Internet?

Como um segmento de mercado muito específico, há diversos pontos que tornam personalizadas as necessidades de um Provedor. De forma ampla, o sistema precisa conter no mínimo os seguintes módulos:

1.         Gestão financeira – contas a pagar e contas a receber.

2.         Estoque e monitoramento – mapeamento de cada equipamento do ativo.

3.         Planos – controle de velocidade, tecnologia e condições específicas.

4.         Cadastro – informações dos assinantes, colaboradores, POPs, fornecedores etc.

5.         CRM – organização e apoio para que o time comercial faça prospecção e controle dos pretensos clientes.

6.         Administração – Um panorama geral de todas as áreas, com relatórios e controles para a tomada de decisões

A hora da decisão: Qual Sistema de Gestão para Provedores devo contratar?

Um sistema de gestão para Provedores deve conter o básico para contribuir para uma gestão mais eficiente e módulos adicionais que o suplementem. Algumas plataformas, no entanto, são muito engessadas e acabam não acompanhando as novas tendências, como por exemplo, algo bastante atual e já intitulado como fundamental para as empresas do futuro: o Business Intelligence ou BI.

Através dele são fornecidos dados assertivos para que as empresas enxerguem o panorama de forma transparente e fidedigno, com sugestões de ações para determinadas situações.

Esse é um dos diferenciais do RadiusNet, um sistema de gestão pensado exclusivamente em Provedores de Internet, compreendendo suas demandas, dores e necessidades. Que tal conhecer um pouco mais? Entre em contato com nossa equipe comercial.  A decisão sobre qual Sistema de Gestão aderir é muito importante, afinal é preciso que ele seja um parceiro de negócios. Conte conosco para essa decisão.