No terceiro tri a velocidade média da banda larga no país foi de 24,9 MBPS

A CIFRA É 27% SUPERIOR À APURADA HÁ SEIS MESES ANTES, QUE FOI 19,6 MBPS. EXPANSÃO DA FIBRA ÓPTICA REFLETE NO RESULTADO.

A velocidade média da banda larga fixa no país não para de aumentar, conforme relatório da empresa Ookla, responsável pelo site de medições SpeedTest. De acordo com os números da consultoria coletados entre julho e setembro, a velocidade média do acesso no Brasil foi de 24,9 Mbps. A cifra é 27% superior à apurada apenas seis meses antes, quando se tinha velocidades de 19,6 Mbps.

Os dados condizem com o avanço de acessos mais rápidos por parte das operadoras registrados pela Anatel. E seguem a tendência de aumento das ofertas de pacotes acima de 100 Mbps, graças à implantação de novas tecnologias, como o FTTH ou expansão de redes a mercados antes pouco servidos.

Embora tenha havido avanço, o Brasil evoluiu menos que outros países, como indica o relatório da Ookla. Apenas em setembro, perdeu quatro posições no ranking mundial dos 130 países com a internet mais rápida. Ficamos no 62º lugar. Atrás de Chile, Panamá, Uruguai e Paraguai na América Latina.

Também ficamos longe da velocidade dos países que figuravam no topo desse ranking em setembro. Singapura, primeiro colocado, tinha banda larga média de 184 Mbps. Os Estados Unidos ficaram em 7º, com velocidade de 101 Mbps.

A média da velocidade global no acesso fixo à internet foi de 49,26 Mbps em setembro, quase o dobro da média de velocidade brasileira. No upload, a situação foi semelhante. Nossa velocidade média era de 11,87 Mbps, ante média mundial de 24,2 Mbps.

Na banda larga móvel, o retrato dos acessos brasileiros é mais positivo. O país galgou quatro degraus no ranking de 130 países, ficando em 67º lugar em setembro. A velocidade média da banda larga móvel foi de 20,25 Mbps apenas em setembro, e o upload de 8,14 Mbps. Ainda abaixo da média mundial de 23,64 Mbps e 9,34 Mbps registrada pela Ookla.

A Ookla também avaliou as empresas mais rápidas no país. A Claro (NET) ficou no topo do ranking brasileiro. Os clientes da operadora apresentaram velocidade média de 37,4 Mbps na banda larga fixa (NET Virtua) no trimestre encerrado em setembro. À frente de Vivo e TIM.

A Claro também aparece com os acessos móveis mais rápidos. A operadora obteve média de velocidade de download de 31,7 Mbps no terceiro trimestre, índice 58% superior à média do mercado, que foi de 20,1 Mbps. Já nas medições de upload, a Claro obteve velocidade de 10,51 Mbps, resultado 29% superior à média do mercado, que foi de 8,12 Mbps.

Fonte:PontoISP

Posts Anteriores

  • Parceria Boleto Fácil – Emissão de Boletos

    Parceria RadiusNet e Boleto Fácil. Emita seus boletos e carnês com tarifas especiais Os provedores que utilizam o RadiusNet e Boleto Fácil pagarão apenas R$2,45 por boleto! Dessa forma, apesar do [...]

  • No terceiro tri a velocidade média da banda larga no país foi de 24,9 MBPS

    A velocidade média da banda larga fixa no país não para de aumentar, conforme relatório da empresa Ookla, responsável pelo site de medições SpeedTest. De acordo com os números da consultoria coletados entre julho e setembro, a velocidade média do acesso no Brasil foi de 24,9 Mbps. A cifra é 27% superior à apurada apenas seis meses antes, quando se tinha velocidades de 19,6 Mbps.

  • Provedores precisam atualizar sistema DNSSEC, alerta Abrint

    A Associação Brasileira dos Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint) alerta os provedores de Internet para a necessidade de atualização das extensões de segurança do sistema de nomes e domínios (DNSSEC, na sigla em inglês) na próxima quinta-feira, 11. A partir desta data, acontece o "key rollover" – o processo de mudança do certificado raiz que serve de base para a criptografia da navegação da Internet. A associação diz que é uma atualização simples e rápida, mas que pode provocar "transtornos" se não for realizada.

  • PEQUENOS PROVEDORES CONTINUAM SUSTENTANDO CRESCIMENTO DA BANDA LARGA FIXA

    O serviço de banda larga fixa chegou a agosto com 30,54 milhões de contratos ativos no país, alta de 0,11% em relação a julho, com 32 mil contratos a mais. Em 12 meses, foram ativados mais 2,4 milhões de acessos, sendo 2,1 milhões pelos pequenos provedores, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira (5) pela Anatel.

  • NAS NUVENS, O PORTAL PARA A GESTÃO DAS APLICAÇÕES DO MUNDO ACADÊMICO

    Desenvolvido pela RNP com a Globalweb, o portal reúne as apps próprias da RNP e ferramentas de provedores do mercado.

2018-11-01T11:42:38+00:00