A SOLUÇÃO COMMSCOPE, QUE INTEGRA O PORTFÓLIO DO GRUPO POLICOM, JÁ ESTÁ INSTALADA EM UMA DAS MAIORES INDÚSTRIAS DE PAPEL E CELULOSE DO BRASIL.

Desenvolvido pela CommScope, o Powered Fiber Cable System fornece alimentação e comunicação de dados a distancias de até 3km. Composta por um cabo híbrido, um extensor PoE, uma fonte e um distribuidor ópticos, a solução simplifica o projeto e facilita a instalação, solucionando os problemas de instalação e expandindo as redes de comunicação.

Segundo o engenheiro Eduardo Venturini, gerente do segmento da CommScope para o mercado brasileiro, o Powered Fiber Cable System equaciona os problemas de pontos cegos em redes externas: “Muitas vezes, nessas redes, há problema para instalar o equipamento, dificuldade de obter licença para utilizar a energia da concessionária local para alimentar o dispositivo, seja uma câmera, seja um Wi-Fi AP ou uma small cell. Ou, ainda, não há energia disponível, levando à necessidade de instalar novas linhas para fornecer energia AC, que depois precisa ser convertida para DC. Além disso, dependendo do ambiente ou solução, é necessário dispor de módulos de proteção e baterias”.

O cabo híbrido, os condutores de cobre e a fibra óptica com raio de curvatura reduzido permitem construir um cabo resistente, flexível e fácil de instalar. Além disso, o design Easy Peel do cabo permite a implantação sem a necessidade de ferramentas especiais.

De acordo com Anderson Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, o Powered Fiber Cable System pode ser consultado no CotaONLINE do Grupo Policom, e já tem um case no Brasil. “Uma das maiores indústrias de papel e celulose do país está se beneficiando da solução, com instalações de até 1.300m de câmeras de 15W”, informa.

A solução reduze a necessidade de negociações com o proprietário e a concessionária; elimina as fontes de energia locais; acelera o planejamento, eliminando cálculos elétricos de CC para quedas de tensão/energia em distâncias variadas; e suporta até 64 dispositivos simultaneamente a partir de uma fonte de alimentação. Além disso, tem proteção elétrica de classe de operadora, é classe II NEC, compatível com SELV, e permite a colocação de dispositivos exatamente onde são necessários para maximizar a cobertura. (Com assessoria de imprensa)

Fonte:PontoIsp

Posts Anteriores